Lista museum

Mensagem

[Museum] Ficheiro Epigráfico 152 e 153

To :   "archport" <archport@ci.uc.pt>, "museum" <museum@ci.uc.pt>, "histport" <histport@ml.ci.uc.pt>, "porras" <pporras@der.ucm.es>
Subject :   [Museum] Ficheiro Epigráfico 152 e 153
From :   José d'Encarnação <jde@fl.uc.pt>
Date :   Fri, 14 Jul 2017 16:31:35 +0100

         Olá!

 

         É meu privilégio informar que já se encontram disponíveis em linha mais dois números do Ficheiro Epigráfico, suplemento da revista Conimbriga criado em 1982 e destinado a dar a conhecer inscrições inéditas (sobretudo romanas) da Hispânia Romana.

         Completam-se, assim, dez números neste ano de 2017, até à entrada em período de férias, com o que muito nos congratulamos, agradecendo, de coração, a colaboração recebida dos autores e, de modo especial, do Dr. José Luís Madeira, que com entusiasmo chamou a si a maquetização de cada um dos números e a sua disponibilização na página do Instituto de Arqueologia da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra.

         O enlace é, pois, o seguinte:

 

·                                 FICHEIRO EPIGRÁFICO 153 - 2017 [ver/abrir]

611 - Estela de Iulia Marcella en Salvatierra de Santiago, Cáceres (Conventus Emeritensis)

         Julio Esteban Ortega

612 - Estela de Coria en Herguijuela, Cáceres (Conventus Emeritensis)

         Julio Esteban Ortega

613 - Nuevas inscripciones de época romana: La Molina del Portillo de Bustos, Burgos

         Javier del Hoyo Calleja, Mariano Rodríguez Ceballos

 

        FICHEIRO EPIGRÁFICO 152 - 2017 [ver/abrir]

609 - Un singular grafito sobre sigillata hispánica hallado en Los Bañales de Uncastillo, Zaragoza (Conventus Caesaraugustanus)

         Javier Andreu Pintado, Inmaculada Delage González

610 - Estela funeraria de Puerto de Santa Cruz, Cáceres (Conventus Emeritensis)

         Julio Esteban Ortega, José Antonio Pajuelo Jiménez

 

         Estranhar-se-á, porventura, não haver textos autores portugueses. Explico: os autores portugueses têm outras prioridades e posso garantir que tenho em lista de espera (dos autores) mais de 40 epígrafes, de Norte a Sul do País. Há que ter paciência! Não é apenas Julio Esteban que encontra epígrafes romanas; outros as encontram também; acontece, porém, que Julio Esteban (honra lhe seja feita!) não tem medo de sujeitar a sua interpretação à discussão e apreciação dos seus pares.

         Por outro lado, o Ficheiro Epigráfico foi criado para dar a conhecer – já se afirmou – epígrafes da Hispânia romana, ou seja, também de Espanha; e, se calhar, também desse lado, haverá algum receio em pôr o seu estudo à disposição numa publicação que não tem referees (aparentemente…) e, sobretudo, que não tem cotação na bolsa das revistas «científicas». Foi uma opção que tomámos: preferimos ser úteis e depressa a termos de nos sujeitar à obrigação de indicar, de cada autor, o ORCID, a filiação científica (por enquanto, ainda se não pede a filiação partidária, o número de contribuinte, o grupo sanguíneo nem a orientação sexual!...).

         Um bom Verão para todos!

 

                                               José d’Encarnação




Avast logo

Este e-mail foi verificado em termos de vírus pelo software antivírus Avast.
www.avast.com



Mensagem anterior por data: [Museum] Newsletter Património Cultural N.º 242 Próxima mensagem por data: [Museum] Publicadas em DR medidas a favor do Património Azulejar Português
Mensagem anterior por assunto: [Museum] Ficheiro Epigráfico 149 2017 Próxima mensagem por assunto: [Museum] Ficheiro Epigráfico nº 138 (2016)