Lista histport

Mensagem

[Histport] O Instituto Ricardo Jorge

To :   "histport" <histport@uc.pt>
Subject :   [Histport] O Instituto Ricardo Jorge
From :   José d'Encarnação <jde@fl.uc.pt>
Date :   Mon, 17 Aug 2020 11:36:43 +0100

Partilho, com todo o gosto, este oportuno texto de José Raimundo Correia de Almeida. – J. d’E.

 

O Instituto Ricardo Jorge

(Fundado em 4OUT1899)

 

Cerca de 500 médicos foram agredidos durante as suas funções hospitalares, refere uma notícia.

Aconteceu que também alguns médicos e enfermeiros que cuidavam em exclusivo de doentes infectados com convid-19 foram vítimas de agressão psicológica violenta ao serem convidados verbalmente a sair do seu apartamento ou com colocação de fezes de cão na caixa do correio.

Estas poucas e escondidas notícias lembraram-me as vicissitudes quotidianas por que passou o médico de saúde pública Ricardo de Almeida Jorge que residia no Porto aquando da eclosão da epidemia de peste bubónica nesta cidade (1899). Foi obrigado a vir residir em Lisboa.

Muitos portugueses não sabem quem foi o médico Ricardo Jorge e o seu contributo para a instalação da saúde pública em Portugal.

O seu livro A Peste Bubónica em Portugal, 1899, impresso numa tipografia a vapor, os seus apontamentos diários deveriam ser reeditados para uma melhor compreensão da conjuntura epidemiológica em que viveram os portugueses de então.

Proponho que a direcção editorial do Público publique extractos dos relatórios de Ricardo Jorge e a sua contextualização.

Esta edição poderá ser feita com a «prata da casa», mas proponho que seja convidado o ex-director geral da Saúde, Francisco George ou um outro especialista de reconhecido valor.

Trata-se da vida quotidiana de um médico epidemiologista, que viveu e combateu não só a peste bubónica de 1899 no Porto, como teve de combater uma conjuntura doentia e mortal dos anos do pós-guerra de 1914. A partir de 1918, a pneumónica (gripe espanhola), a difteria, a varíola e a sífilis mataram dramaticamente os europeus e outros povos antes das vacinas.

Devem os portugueses reflectir na vida quotidiana dos seus antepassados de há cem anos antes de surgirem as vacinas. República, revoluções e contra-revoluções e as inevitáveis aparições de Fátima. Há apenas cem anos...

 

José Raimundo Correia de Almeida

Rua Ary dos Santos, 2, R/C, B.

2660-233, St.º Ant.º Cav.ºs.

Tel. 219889476 CC 312963.

 


Sem vírus. www.avast.com

Mensagem anterior por data: [Histport] 450 anos da abertura do porto de Kochinotsu pelos navegadores portugueses. Próxima mensagem por data: Re: [Histport] O pergaminho século XIV!
Mensagem anterior por assunto: [Histport] O falecimento do Dr. Manuel Maia Próxima mensagem por assunto: [Histport] O JOGO DO PAU uma ESGRIMA PORTUGUESA